Depois do Brasil, Portugal, Espanha, Estados Unidos, a próxima parada do Rock in Rio deve ser mesmo no Chile. O idealizador e presidente do festival, Roberto Medina, assinou no último sábado (5) um acordo de intenção para realização de uma edição em terras chilenas em 2021.

O documento, assinado também pelo empresário, Felipe Araya, diretor da Rock Santiago, prevê, entre outros, o compromisso da apresentação, por parte do festival, de todos os documentos solicitados pelas autoridades do país e a entrega de um cronograma de trabalho para órgãos públicos e privados.

Já as autoridades chilenas – representadas pela Intendente da Região Metropolitana e Presidente do Diretório da Corporação Regional do Território Territorial e Turismo da Região Metropolitana, Karla Rubilar Barhahona – afirmaram o valor de ter a cidade de Santiago como possível destino do Rock in Rio. 

(Foto: Luiz Sontachi)

A partir do acordo, eles se comprometem a oferecer as condições adequadas para que a realização do festival se concretize, incluindo a mediação com diferentes entidades, bem como uma parceria público-privada na busca pelo local mais adequado para a edição chilena do Rock in Rio e funcionários técnicos que possam contribuir para o avançar do projeto, entre outros.